Monografia

Segunda, 28 Abril 2014 16:07

Bola Sete - José Luis de Oliveira

    Avalie este item
    (1 Votar)

    José Luiz Oliveira, ou simplesmente Bola Sete, era apenas um garoto quando teve seu primeiro contato com essa arte secular. Atualmente trabalhando no Setor de Transporte, na Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração, Luiz descobriu sua dedicação pela capoeira em 1968, ao conhecer um marinheiro, conhecido pelo apelido de Pessoa. "Ele era um capoeirista tradicional, que começou me ensinado num porão de um edifício, em um lugar pequeno e com pouca iluminação", explica.

    Aos 19 anos, Bola Sete, que recebeu esse nome por treinar todo vestido de preto, conheceu o maior nome da Capoeira Angola na Bahia, tornando-se, então, aluno do lendário Mestre Pastinha. "Foram 13 anos ao lado desse grande Mestre", relembra. Em 1980, pouco antes da morte de Pastinha, Bola Sete conseguiu abrir sua primeira academia, dando continuidade ao trabalho do seu mestre.

    Conselheiro da Associação Brasileira de Capoeira Angola, Bola Sete diz que os valores tradicionais dessa arte estão sendo esquecidos. "A capoeira praticada hoje não é autêntica, pois é feita apenas para impressionar com seus saltos acrobáticos e agressivos", argumenta. Para Bola Sete, a capoeira com seus movimentos lentos e cadenciados é uma terapia que pode ser praticada em qualquer idade. Seus exercícios fortalecem partes importantes do corpo, como o coração e os pulmões. "

    A humildade foi a maior lição que tive nesses 37 anos de Capoeira Angola", diz.

    Ler 12077 vezes
    Mestre Jogo de Dentro

    Mestre de Capoeira

    Entre para postar comentários